Quinta do Pisão: Um pedaço de paraíso para toda a família

A Quinta do Pisão, junto à Barragem do Rio da Mula, é um pedaço de paraíso na terra. Um Parque de Natureza, onde a Câmara Municipal de Cascais pretende salvaguardar o património natural, cultural e histórico, dinamizando a paisagem humanizada e o espaço natural.
Com uma história e património incríveis, na Quinta do Pisão é possível passear de burro lanudo, comprar os produtos da maravilhosa e grande horta, passear a cavalo, conviver com as ovelhas fofinhas, realizar caminhadas pelos maravilhosos trilhos, observar aves, identificar a flora,
andar de bicicleta e tudo o mais que a nossa imaginação, corpo e mente desejar para estarmos em harmonia com a natureza.
A Quinta do Pisão tem-me proporcionado dias inesquecíveis em família. É mesmo uma local mágico e que faz tão bem à nossa saúde física e, sobretudo, mental.
De facto, temos um país espetacular que nos permite, todos os dias e bem perto de casa, descobrir verdadeiros paraísos na terra.
(Fotos retiradas do site Cascais.pt)

Na Quinta encontra-se a gruta de Porto Covo, onde foram identificados vestígios tanto de uma comunidade do Período Calcolítico como de enterramentos humanos que datam da Idade do Bronze. Durante a Idade Média desenvolveu-se ali o Casal de Porto Covo, existindo no local uma capela dedicada a Nossa Senhora da Conceição.
Já durante o século XIX a Quinta recebeu a produção de cal, cuja cozedura tinha um carácter sazonal, realizando-se apenas nos meses quentes e não ultrapassando as três fornadas.
A partir dos anos 30 do século XX a Quinta do Pisão tornou-se numa colónia agrícola gerida pela Santa Casa da Misericórdia de Cascais, tendo sido criada uma casa de recuperação.
Atualmente, o espaço é gerido pela Câmara Municipal de Cascais que, além de promover a recuperação das áreas agrícolas e florestais, está a dinamizar a repovoação da fauna e a promover uma maior ligação com a população através das atividades desenvolvidas ao longo do ano.
“Passei e fiquei absolutamente encantada.” Recomendo.

(Fotos retiradas do site Cascais.pt)

Deixar uma resposta