Há médicos portugueses extraordinários

Na minha vida já me cruzei com excelentes médicos portugueses mas há um que me marcou particularmente.
Muitas vezes assisti à angústia de mães que davam por certo que os seus filhos nunca recuperariam o sorriso e a autoestima, que iriam, inclusivamente,  sofrer de bullying.
Eu mantinha-me tranquila pois conhecia bem o seu currículo e os excelentes resultados que apresentava. Sabia que tinha um percurso invejável e sabia que tinha uma imensa paixão e devoção pelo que fazia.
O que verdadeiramente me marcou foi ter percebido que, por trás de uma presença imponente, estava um coração muito bom.
O Professor Doutor Paulo Fernandes Retto não sabe mas, muitas vezes, me emocionei com o impacto do seu trabalho na autoestima daquelas crianças e na felicidade dos seus pais. Com ele percebi o que é que converte um bom médico num médico extraordinário. É a sua bondade e generosidade.

Imagem relacionada

Deixar uma resposta