À descoberta do maravilhoso mundo da Talassoterapia

O mundo da Talassoterapia é, realmente, fascinante. Temos mesmo muita sorte por vivermos num país com tanto mar.
Tenho vindo a partilhar os benefícios desta terapia, que realizo na Thalasso Caparica, e que não se esgota na hidromassagem ou no envolvimento de algas.
Os tratamentos de Talassoterapia têm efeito terapêutico e relaxante porque, ao serem realizados com água do mar a 32-38°C, e a sua composição ser semelhante ao nosso plasma sanguíneo, permite que todos os músculos, articulações, sistema circulatório e linfático sejam tratados de forma a melhorar a sua saúde.
Pessoalmente, recorro também aos aerossóis, que considero muito eficazes.
Faço inalações com água do mar, realizadas através de um aparelho ultrasónico, que faz com que a água do seja difundida em micro partículas .
A água do mar está carregada de iões negativos, que são atraídos pelas mucosas carregadas de iões positivos, fazendo uma limpeza verdadeira dos cilios das vias respiratórias superiores, ajudando a fluidificação das secreções, e reforçando o sistema imunitário.
Para além dos aerossóis, a Talassoterapia pode assumir também a forma de Maniluvio. Já ouviu falar?
É um tratamento direcionado para patologias articulares das mãos. Estas são envolvidas com algas laminárias e Lithothanium, e, posteriormente, colocadas dentro de luvas térmicas com tecnologia de infravermelhos.
As algas contêm sais minerais e oligoelementos, são facilmente absorvidas devido à tecnologia de infravermelhos/calor, produzindo os seguintes efeitos: desintoxicação dos tecidos; redução da rigidez articular; redução de edema; drenagem dos líquidos acumulados nos tecidos; redução da dor; aumento da circulação; melhoria da oxigenação e nutrição dos tecidos.

Em Portugal existem, atualmente, seis centros de Talassoterapia, sendo a Thalasso Caparica um dos mais antigos. Conta com mais de 20 anos de história.

“O mar cura as doenças dos Homens.” (Eurípedes)
“O mar tudo cura” (Platão)
“Passei, gostei e recomendo.”

Deixar uma resposta